quinta-feira, 17 de junho de 2021

desesperadamente

líria porto

abraçar a beleza como um náufrago
agarra uma tora em plena
correnteza

*

segunda-feira, 14 de junho de 2021

nulidades

líria porto


homens que detestam mulheres
machistas motorizados
(as cacholas não passam de capacetes)
a seguirem
a louvarem o chefe
igualmente misógino cabeça oca
arruaceiro sem nenhum caráter
bandoleiro verde amarelo
profissional do nada
:
nádegas
grudadas
ao sofá

*

sexta-feira, 11 de junho de 2021

monotonia

líria porto


no exato ponto em que estamos
tudo é tão chato
maçante
o tempo pasta e rumina
horas de ontem e amanhã

*

quinta-feira, 10 de junho de 2021

imprevisto

líria porto


morava sozinha
ficara confusa
não sabia ao certo
se era quarta ou quinta
se limpava a casa
ou se ia à feira
mas sentia frio
e a tosse intensa
levara-a a deitar-se
descansar da lida
:
morreu no domingo

*

terça-feira, 8 de junho de 2021

paciência

líria porto

pesou o peso de gêmeos
nos pratos daquela balança
houve o equilíbrio possível
e enquanto durou o convívio
deixou crescerem
as crianças
então pediu
o divórcio

*

meia tigela

líria porto


tão só tão lua
tão luz tão sol
tão eu tão tua
tão tu só teu
tantão
tantim

*

que noite

líria porto

almofada de alfinete
em cama de faquir

safo

líria porto


debaixo da minha saia
seres alados e até mesmo
alguns fantasmas

*

desejo

líria porto


enfiar o bico
na corola de uma flor
igual colibri

*

a bolha onde vivo

líria porto

cada vez mais rija e espessa
era uma película

praga

líria porto


a alma do povo
que paira sobre vós
há de condenar-vos ao inferno
mas antes - espero
apodrecereis atrás das grades
oh bestas feras

*

calendas

líria porto

desde
então
tudo
agora
fica
pra
depois

*

criação

líria porto

nem led nem pilhas
dão vida a meus brinquedos
sou eu que falo com eles
alimento-os
conto-lhes histórias
coloco-os para dormir
e até ouço desaforos
e protestos
:
o pluto a bruxinha
o arthur - meu burrico vermelho
são inteligentes e sabem o que é bom
pro brasil e pros brasileiros

*

o vigário

líria porto


o santinho do pau tosco
engravidou a freira
induziu-a ao aborto
e continua celebrando
missa

*

copos de leite

líria porto


velhos esfarinham-se aos poucos
precisam voltar a ingerir
dez minutos de sol
:
de calor humano

*

terça-feira, 25 de maio de 2021

falácias

líria porto

de mentir instituiu
verdades paralelas
verde-amarelas
ardis

*

quarta-feira, 5 de maio de 2021

sobre o milho

líria porto

minha reza é outra
não a das igrejas
que exploram os pobres
e abençoam os ricos

minha reza inclui
ateus comunistas
gays loucos putas
marginalizados
toda e qualquer vítima
do capitalismo

minha reza é
por nós pela natureza
mas sem egoísmo
fazer muito amor
proteger a terra
repartir o trigo
:
amem-se

*

segunda-feira, 3 de maio de 2021

meia cura

líria porto

homens e queijos
prefiro-os maturados
quando deixam a frescura pra trás
e debaixo da firmeza da casca
conservam-se macios
saborosos

gosto tanto de queijo 
(ainda mais com vinho)
:
chego a dispensar
a carne

*

sábado, 1 de maio de 2021

pastor

líria porto

traficante de almas
vende-as para o capeta
em nome de deus

*

terça-feira, 27 de abril de 2021

carbono

líria porto


insatisfeita com o espelho
suzy operou o nariz
pôs silicone nos peitos
e virou clone
da barbie

*

quinta-feira, 22 de abril de 2021

inércia

líria porto

esse corpo que governo
nem sempre obediente
muita vez ele esmorece
adoece fica lento
e além do mais
ficou velho
:
valha-me deus

*

dis-se-ca-ção

líria porto


meu lado íntegro
o esquerdo
onde guardo o coração
o olho que melhor vê
os bons sentimentos
(sou canhota de nascença)

à direita
faltam-me o rim
a vesícula
o apêndice
e é a facção do fígado
(ódios e amarguras)
sem falar da cicatriz
no nervo ótico

o nariz
a boca
o umbigo
o ânus
o sexo
:
nem de longe
o centro
é neutro

*

estrago

líria porto

virou cópia de carbono
depois que trocou o nariz
pôs peitos de silicone

*

mineira

líria porto


toda vez que andei na linha
um trem me atropelou

*

rebuliços

líria porto

tive uns casos
e muitos caos

distância

líria porto


na fogueira das vaidades
quem entra sai chamuscado

*

comparação

líria porto

como impressão digital
não existe um pau
igual o outro

*

escriba

líria porto

escravo da escrita
descubro que escrevo
dentro sobre e debaixo
dos próprios escombros

domingo, 18 de abril de 2021

exaustão

líria porto


é que a flor - no limite
exala todo o perfume
e despetala

* 

pomar

líria porto

quando eu me tornar húmus
tomara meus netos já sejam
árvores frutíferas

*

shirley

líria porto


ao achar a vida chata
tomou uma chuveirada
fez uns cachos no cabelo
passou perfume channel
tirou o chapéu da caixa
pôs um xale sobre os ombros
calçou os chinelos roxos
sentou no sofá da sala
e viu tevê

*


quarta-feira, 14 de abril de 2021

pontiagudas

líria porto


as minhas rimas internas
despencam dos meus orifícios
espetam-me dentro das pernas
tais como espinhos de ouriço

*

donana

líria porto


senhora vetusta
cabelos de prata
não esconde as rugas
e sua risada
ilumina o escuro
a indicar o rumo
tal qual fosse a lua
em noite estrelada

*

terça-feira, 6 de abril de 2021

taras

líria porto


sonhei com isso e aquilo
com quem não via há séculos
eu tinha um trator vermelho
mas não arava o destino
desse chão de cemitério

os mortos vagavam vivos
os vivos adoeciam
e eu procurava a trilha
alguma estrada ou desvio
ficava sem combustível

era sete de setembro

*

taras

líria porto

não bebo não fumo
meus vícios tão outros

são queijos açúcares
palavras escritas

e os beijos
na boca

*

segunda-feira, 5 de abril de 2021

gumes

líria porto

há duas coisas
o vírus que pode nos matar
e o medo que me consome
num caso e noutro
fico em casa

*

alzheimer

líria porto


se eu tiver que esquecer
precisar existir sem lembranças
melhor eu partir muito antes
que vagar qual fantasma
e estar vivo

*

pré-históricos

líria porto


noutras eras
quando eras naendertal e eu meio fera
arrastavas-me pra caverna pelos pelos
eu puxava teus cabelos e sobre as pedras
urrávamos tu e eu
de ódio
e gozo
*

terça-feira, 30 de março de 2021

autonomia

líria porto

eis-me
a mesminha daquela que cresceu casou
e se separou por livre vontade

eis-me
mais velha que minha avó - sozinha
e feliz

*

sábado, 27 de março de 2021

camuflado

líria porto


já fiz coisas escondidas
e quase me pegaram
co'a boca na botija

(não conto quem era o gajo)

*

impeachment

líria porto


um gestor público
cuja atitude nefasta
prejudique as pessoas
principalmente as mais frágeis
precisa ser afastado
antes que espalhe a desgraça

uma laranja podre
entre tantas outras laranjas
envenena o laranjal

*

silente

líria porto

tímido sensível
oculto onde o sol não bate
o cu de nós todos

*

terça-feira, 23 de março de 2021

genocida

líria porto


essa gente verde-oliva
armada até os dentes
que marcha sobre cadáveres
tão como os vermes
e os vírus
não te protege de nada
:
ataca-te

*

quarta-feira, 17 de março de 2021

líria porto


tenho um pé atrás com os bonzinhos
com quem reza muito e julga os outros
tenho um pé atrás com puritanos
:
com mito_maníacos
eu tenho os dois

*

segunda-feira, 8 de março de 2021

conscientização

líria porto

quando dores tão antigas
nesse dia vêm à tona
as mulheres –– todas elas
unidas pelos sintomas
recusam o buquê de flores
e só clamam por justiça

*


domingo, 7 de março de 2021

abatimento

líria porto

não sou dada à depressão
mas triste desencantada
vou rever este princípio
antes do fim

*

sucursal

líria porto


no céu não há mais lugar
e o inferno anda repleto

mortos-vivos perambulam
sem paz para repousar

caminham todos - em conjunto
para a mansão assombrada

do filho do capitão

*

terça-feira, 2 de março de 2021

donde?

líria porto


cadê aqueles olhos
que me olhavam do espelho
e eu gostava?

cadê aquele atrevimento
aquela audácia?

*

aglomeração

líria porto


conclamou-os à festa
os que compareceram
foram infestados pela ignorância
os que recusaram o convite
permanecem saudáveis

*

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

cheirosa

líria porto

a chuva encharca a echarpe de sheila 
a chica que enche de charme
o chalé do mandachuva

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

valentões

líria porto

tanta santa aguenta
no entanto nós
as diabas
a gente rejeita
enfrenta denuncia
todo e qualquer tipo
de preconceito
e violência

*

ingenuidade

líria porto


da meninice
apenas vestígios
dos voos que eu dava
à sombra da árvore
dos sonhos que eu tinha
de um dia ser livre
e que a felicidade
estivesse ao alcance
dos dedos

*

perrengue

líria porto


há muitos dias não rio
e só faço recla_mar
uma dor filha da puta
um puto dum mal-estar

*

aperto

líria porto

viva a terça-feira gorda
que de balofa e obesa
não cabe na fantasia

*

carnaval

líria porto

saio da lida
para cair na esbórnia

*

haicai

líria porto

a lua crescente
em tempos de primavera
papoula amarela

*

pêsames

 líria porto

o que nos resta de vida
dia a dia vai pro brejo
nossos direitos conquistas
alegria liberdade
democracia
nossos abraços e beijos

*

algozes

líria porto 

algo há no lago
veio à tona uma gola
e suponho
haja pedra amarrada
no pé de um coitado

*

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

socialista

líria porto

tão filha do pai da mãe
quão filha do seu país
neta da américa do latina
cidadã do mundo

*

à deriva

 líria porto


vez por outra
o mesmo pesadelo
aflições antigas
:
jangada em alto mar
vertigem e náusea

*

índia

líria porto

minha taba
minha vida
:
sigo na trilha do mato
de peitos caídos e pés
descalços
terra
minha mãe

*

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

barra da saia

líria porto


quem avisa amigo édipo
é a mamãe

* 

entrementes

líria porto


naquele tempo
quando éramos férteis
num intervalo de vinte e oito dias
brotava das grutas cercadas de mato
um caldo quente semelhante
ao molho de tomates

*

separação

líria porto


tu eu
tão parecidos
mas porém como um hiato
eu aqui
tu noutra sílaba

*

di_vagar

líria porto


estou velha pra correr
vou no compasso dos pés
(entre o passo e o galope)
paro reparo respiro
espio
boto sentido
quem quiser que vá com deus
o diabo é mais divertido

*

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

ventre livre

líria porto

das uvas pisoteadas
o vinho

do sumo do povo
a pátria

*

atenção

líria porto

é hora de agarrar o diabo
pelo rabo pelos chifres
pelos cascos

*

pandemia

líria porto


tenho estado triste
tenho tido medo
tenho lido menos
tenho escrito pouco
tenho desvivido
e tem sido longo
todo esse período

*

urros

líria porto


as noites se sucedem
minhas pálpebras recusam-se
a abrigar a escuridão
(então não durmo)
acumulam-se os dias
sobre o corpo velho
cada vez mais lúcido
(malditos os que estupram
o meu país)

*

domingo, 10 de janeiro de 2021

triângulo

líria porto


uma era a intrusa
a outra por direito
e o alvo da disputa
o bonitão da fita
fazia-se de neutro
(o agente duplo)

*

a dor

líria porto


monta-me o lombo
estala o chicote
fere com espora
o meu pobre corpo
sobre a minha sombra
atravesso a ponte
e do outro lado
o diabo fala
:
welcome

*

terça-feira, 5 de janeiro de 2021

órbita

líria porto


meu pai era o sol –– minha mãe
um planeta a girar sobre o eixo imaginário
de si mesma
:
eu era um satélite

*

passarinho

líria porto


meu namorado
aquele bico doce
um canário

(um canalha?)

*

primeiro do ano

líria porto

vi-o em alto mar
a perseguir uns golfinhos
desejei que o bote virasse
que os golfinhos se tornassem
tubarões

*

haicai

líria porto


sol nuvens mormaço
outra pancada de chuva
trovões e relâmpagos

*

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog