terça-feira, 31 de julho de 2018

casal

líria porto

podes posso
tudo quanto fosse nosso
casa carro conta no banco
trabalho negócios
liberdade de ação de pensamento
direitos e deveres
sem privilégio de sexo
sem submissão ou diferença

*

sábado, 28 de julho de 2018

compensação

líria porto

com o passar dos anos 
a alma remoça e a gente reinventa
a infância

rosto

líria porto

não vou preencher os vãos
continuarei com os válidos os abismos
e os labirintos

*

bomba

líria porto

meu coração não espera
além do quê sempre teve
válvulas veias artérias
e um lugar certo
à esquerda

*

sexta-feira, 27 de julho de 2018

idade

líria porto

primeiro você senta
depois você tenta
não levanta mais

*

lampejo

líria porto

um homem sentado
na beira da laje
lá do outro lado
mirava a vidraça
olhava meu quarto

tirei o agasalho
a saia a blusa
a roupa de baixo
o pobre diabo
comia-me viva

deu-me calafrio
fiquei cabisbaixa
vesti o pijama
deitei-me na cama
e ali matutava
:
não fosse tarado
talvez esperasse
o eclipse

*

quinta-feira, 26 de julho de 2018

lacuna

líria porto

sonhei contigo
subia pelas paredes
havia nenhuma rede
caí em mim

faz tempo que não te vejo
faz tempo que não te beijo
faz tempo

*

alcance

líria porto

ao se olhar o horizonte
nosso olhar perde de vista
a cadeia de montanhas
ultrapassa o entendimento
de que não exista limites
para se chegar tão longe

*

estrume

líria porto

a vaca come o capim
o homem come a vaca
o verme como o homem
a terra come o verme
e tudo retrocede
ao zero da estaca

*

estrume

líria porto

a vaca come o capim
o homem come a vaca
o verme como o homem
a terra come o verme
e tudo retrocede
à estaca zero

*

controle

líria porto

 de lhes dar remédio
apagar seu fogo fazê-los autômatos
é mais cômodo controlar os loucos
a deixar que façam
a revolução

*

tarumirim

líria porto

no entorno de mim
as montanhas
mais belas que elas
as gente

*

coice

líria porto

o que faz um bruto?
olhe pelo buraco
da ferradura

*

lula

líria porto

ricaços ruralistas banqueiros
egoístas privilegiados
entreguistas
os que desdenham a pátria
negociam até a alma
favorecem as elites
os analfabetos políticos
que desconhecem a história
da exploração e massacre dos pobres
não te querem livre
mesmo condenado sem provas

os trabalhadores os patriotas as minorias
confiam na tua inocênciao e te esperam
aqui fora

*

haicai

líria porto

miolo da noite
no fundo da escuridão
olho arregalado

*

haicai

líria porto

miolo da noite
lá no fundo bem no fundo
olho arregalado

*

naco

líria porto

ninguém sabe de tudo
ninguém sabe de nada
entre uns e outros
um pouco
de cada

*

a santa

líria porto

perdeu a cabeça
manteve o cabaço

*

ouro preto

líria porto

cheia a lua cheia
mergulhada no vazio
de alguma ladeira

*


mel

líria porto

bebê-lo meu filho
é tão belo quanto engolir
o sol

*

urnas

líria porto

vós que amais dias amenos
preparai-vos para a luta
a disputa é desigual

(os ricos ficam contudo
os pobres resistem)

*

brecha

líria porto

a viuvinha
não quis outro homem
até o sétimo dia

após a missa
uns pobres diabos
entraram na fila

*

quem sabe?

líria porto

entregues a nós mesmos
estaríamos em boas mãos?
:
tenho dúvidas

*

perigo

líria porto

a gente vai — segue em frente
procura o melhor caminho
obedece as leis
vem a carreta de um bêbado
passa por cima

*

desmedida

líria porto

quanto vento será necessário
para polir as pedras esculpir as montanhas
balançar o oceano transportar as lembranças

*

ingenuidade

líria porto

danças de baby doll
no meu coração
:
que bobagem
para tal aventura
eu jamais usaria
lingerie

*

à matriz

líria porto

o teu homem
deitou-se comigo
mas me advertiu
seu amor era teu
para sempre

então sê feliz
o teu é um bom homem
e eu sou borboleta
pronta para outros
voos

*

quando eu morrer vou virar entrelinha

* líria porto

juiz moro

líria porto

cobra com asa
mesmo numa solitária
jararaca voa

*

esgrima

líria porto

foice a infância
a juventude
porém com pele lanhada
restam saúde coragem
pra enfrentar vicissitudes
passar rasteira na morte
até que ela triunfe

(dela ninguém se safa)

*

adiamento

líria porto

tecer a nossa mortalha
com palavras tão espessas
pra que a morte se distraia
e nos tire da cabeça

(pelo menos por uns tempos)

*

resistência

líria porto

chumbo trocado não dói
se o amor é mais forte

*

variações

líria porto

tem gente que não vale o que come
tem gente que não vale o que caga
tem gente que planta
no vale

*

cobra

líria porto

eu trago faca na bota — se me atacas reajo
só mato em legítima defesa

*

mercador

líria porto

em nome de deus
com cara de anjo
essa gente faz
o diabo

*

estopim

líria porto

dão-me chumbo derretido
cuspo bala de canhão

*

domingo, 15 de julho de 2018

giganta

líria porto

farta nos sentimentos nos gestos
prole numerosa marido exigente
exímia cozinheira
trabalheira redobrada
minha mãe ainda achava tempo
para as colchas de crochê e os bicos
em panos de prato

*

sábado, 14 de julho de 2018

sentença

líria porto

o inverno a entrar pelos poros
congelar-nos os ossos
já não temos lenha

(infernal como a lei dos homens)

*

quinta-feira, 12 de julho de 2018

dona dona

líria porto

setenta e tantos anos
com tudo que tem direito
flacidez cabelos brancos
excesso de peso e rugas
ironia malcriadez
boca suja
e um pouco de poesia
para compensar o medo
dos tempos que vêm
de roldão

*

quarta-feira, 11 de julho de 2018

grávida

líria porto

a vida –– ávida
é dúvida e é dádiva

*

processo

líria porto

adio protelo postergo procrastino
faço vistas grossas  –– empurro co'a barriga
e no fim do prazo disparo o gatilho

o tiro?
na mosca

*

terça-feira, 10 de julho de 2018

banzo

líria porto

a áfrica na pele
a tristeza nas vísceras

*

domingo, 8 de julho de 2018

agudo

líria porto

teu silêncio
entrou por um ouvido
saiu pelo outro
:
perfurou-me
os tímpanos

*

mulheres

líria porto

às onze em ponto
mamãe chamava meu pai
que destampava as panelas
servia-se
comia rapidamente
e retornava ao batente

depois dele a meninada
e mamãe nem se lembrava
de pôr comida pra ela

(poucas vezes
vi mamãe sentar-se à mesa
almoçar junto com todos)

*

na goela

líria porto

palavras que coagulam
matam-nos por asfixia

*

confiança

líria porto

eles quebram a gente cata
tenta juntar o que resta
montar um mosaico
um lugar ainda belo
onde se possa retomar as rédeas
criar nossos filhos e netos
e viver sem miséria

*

sábado, 7 de julho de 2018

alternância

líria porto

passarinhos –– já pra árvore
é hora de recolhermo-nos
o sol detrás das montanhas
agora é vez dos morcegos

*

sexta-feira, 6 de julho de 2018

reações

líria porto

todos sentimos à boca
o gosto amargo do golpe
há quem engole o veneno
quem simplesmente
devolve-o

*

primeira vara

líria porto

o doutor cheio de panca
de pança e falcatrua
(malas de bagulho)
continua livre

(quem governa para os pobres
perseguido por golpistas
trancafiado sem provas
é preso político)

*

quarta-feira, 4 de julho de 2018

haicai

líria porto

no meio do céu
a lua feita a compasso
hóstia consagrada

*

segunda-feira, 2 de julho de 2018

sedução

líria porto

a poesia requebra pra mim
depois diz por aí que a assedio
na verdade –– ela e eu –– dois vadios
damos trela um ao outro e esse rolo
faz-nos cúmplices

*

obra

líria porto

mais criativos
que o ovo e o útero
impossível

*

revolta

líria porto

na queda da pastilha
não sobrou garganta
ou gargalhada

*

plenilúnio

líria porto

a lua
etérea diáfana
a perder toda a matéria
diluir-se na neblina
já virou ideia fixa
na cabeça dos poetas
e por mais que se desfaça
marca presença
imprime-se

*

haicai

líria porto

a lua esfarela
qual fosse hóstia ou beiju
feitos de farinha

*

francisco

líria porto

nome de gente grande
é grande o menino
de sete anos
:
o que ele fala eu transcrevo
num trevo de quatro folhas

*

boicote

líria porto

o amor nos distrai
só vemos o outro –– traímo-nos
dissolvemo-nos ao ponto
de esquecer de nós mesmos
dos nossos sonhos
e anseios
:
deixamos de ser sujeitos
tornamo-nos
                      utilitários

*

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog