quinta-feira, 26 de março de 2020

justiceiro

líria porto

o corona vírus
mata mais homens que mulheres
(quase três quartos)

talvez ele pretenda
purificar a espécie – entregar-nos
o comando

deixará alguns jovens reprodutores
muitas mulheres férteis
e as crianças

*

sexta-feira, 20 de março de 2020

cela

líria porto

ninguém entra ninguém sai
e quem fica sente medo
pra vencer esta guerrilha
contra o vírus
o mau governo
cada qual se organize
realize o que precisa
e ajude seu vizinho
sem invadir-lhe
as paredes

*

desmandos

líria porto

crimes de responsabilidade
afronta aos poderes
defesa da ditadura e dos torturadores
envolvimento com a milícia
queima de arquivos
ataques aos indígenas
preconceito racial
misoginia
homofobia
entreguismo
ignorância
difusão de fake news
má administração do recurso público
desmonte da educação da cultura
do estado de direito
desrespeito à população pobre
à democracia
:
que mais???

*

fantasia

líria porto

se eu esperasse um príncipe
seria o desencantado

*

haicai

líria porto

água cristalina
a descer por entre as pedras
o rio em seu leito

*

confinamento

líria porto

um vírus vira do avesso
razões de azar e de sorte
as crianças têm mais chance
velhos somos noves fora

(passei ferrolho na porta)

*

passagem

líria porto

os barcos de caronte
sem canoeiro e sem
viv'alma
:
chegaremos
à terceira 
margem?

*

chiqueiro

líria porto

em circo
e circunstâncias
à porta do palhaço
o vírus circulava
passava dos limites
rasgava a carta magna

*

encontro

líria porto

eu não ignoro a morte
também não lhe dou muita bola
olho-a sem muito interesse
ela igualmente me olha

(alguma espécie de flerte
um dia marcamos
a hora)

*

invisibilidade

líria porto

dor tão doída
gemido concreto
na pança da pedra
:
cólica dos muros
lamento na panela
dos famintos

(

todo cuidado é pouco

líria porto

se o vírus vier
minha porta estará fechada
mas porém tem uma fresta
(uma fera?)
por onde penetram
as pragas

*

abatimento

líria porto

igual
peru de véspera
:
síndrome vasovagal
labirintite
ansiedade
queda de pressão
acabrunhamento
ou a garrafa de cachaça
que de ontem para hoje
perdeu conteúdo?

*

segunda-feira, 16 de março de 2020

isolamento

líria porto

nosso novo hábito
que nem freiras na clausura
sem visitas íntimas

*

castigo

líria porto

uma dor danada
na ponta do dedo médio
o malcriado mantém-se ereto
no punho fechado
:
tem um grão do inferno
dentro da falange

*

domingo, 15 de março de 2020

quarentena

líria porto

de costas para o sol
de cara com a minha sombra
entendo a solidão

*

haicai

líria porto

logo de manhã
roupa branca no varal
cheiro de lavanda

*

sábado, 14 de março de 2020

capetalismo

líria porto

um diabo irresponsável
a comandar os desmandos
:
o demônio é tão perverso
que só quer alimentar sua tara por dinheiro
sua gana por vantagem
e lucro

*

quinta-feira, 12 de março de 2020

es_fera

líria porto

a terra em volta do sol
a lua em torno da terra
só de pensar entro em órbita
fico zonza fico tonta
pois sei – a terra é redonda
no formato de uma bola
não de um disco
de vinil

*

segunda-feira, 9 de março de 2020

cloaca

líria porto

as galinhas botadeiras
têm o cu arregaçado
e ainda existe o galo
tão inoportuno

(ô derrota)

*

d'angola

líria porto

as galinhas do pau oco
vestem roupas pintadinhas

*

estação

líria porto

na mocidade
inquietudes brabas
aquele riscado prévio

agora
o que vier é lucro
e o que não vier
paciência
:
(tivemos o bastante)

*

mulher

líria porto

um dia por ano
não é homenagem
é ofensa

*

haicai

líria porto

a goela do galo
trombeta da escuridão
surta à madrugada

*

sábado, 7 de março de 2020

viagem

líria porto

aprendi a ler sozinha
(mulheres não deveríamos)
e tudo que descobri
era maior que minhas pernas
meu coração e meus olhos
:
sentada
livro no colo
num pulo só
do polo sul
ao polo norte

(ao infinito)

*

sexta-feira, 6 de março de 2020

bem feito

líria porto

andava atrás de ti
seguia-te por todo canto
porém quando desistiu
ficaste incomodado
:
então pediste imploraste
passaste a admirá-la
não te deu
colher de chá

*

sábado, 22 de fevereiro de 2020

astros

líria porto

sol luminoso
lua iluminada
dias e noites
no infinito
do palco

*

boxe

líria porto

o vento ruge
o sol abaixa o facho

o vento abranda
e o sol volta com tudo

*

haicai

líria porto

sobre o rio negro
qual barquinho de papel
a lua crescente

*

luto

líria porto

a viúva chora
usa um manto de graúna
durante o velório

*

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

alvo

líria porto

o branco é predador
captura as cores todas
travestido de pureza

*

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

praga

líria porto

que nêmesis
a deusa da vingança e da justiça
aja exemplarmente contra o mito
e seus sinistros

(é questão de tempo)

*

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

sobrecarga

líria porto

o marido os nove filhos
(desjejum almoço jantar
merenda dever de escola)
os cuidados com a casa
roupas limpas e passadas
as quitandas de domingo
pamonhas
mingau de milho
as visitas da família
dos amigos do meu pai
os hóspedes
um café atrás do outro
pia sempre abarrotada
(e amor e carinho
e gentileza)

entre escrava e heroína
como é que aguentava
como e quando conseguia
os crochês e os bordados
:
teria varinha mágica
sabia fazer milagre?

*

domingo, 16 de fevereiro de 2020

cova

líria porto

eu vou eu venho
eu quero eu tenho
porém o futuro
é igual um furo
um buraco negro
que engole tudo
(até a insolência)

*

bailado

líria porto

entre o berço e a tumba
é que a vida dança

*

pêndulo

líria porto

o mesmo coração
ora ama ora odeia
ora ama ora odeia

*

combinação e anágua

líria porto

marizete dorme com márcia
era casada com jackson
apanhou sofreu demais
não quer mais saber de macho

as duas se acertam
uma gosta de arroz
a outra de feijão
acrescentam a farofa
a salada o ovo frito
e vão vivendo

estão juntas já faz tempo

*

sábado, 15 de fevereiro de 2020

bola de vidro

líria porto

com o dólar a cinco reais
(eu sempre me antecipo)
confesso-lhes
:
não terei um puto

*

espuma

líria porto

adolescente
arrogante e magricela
perguntei ao médico
o que era bom para a memória
(achava-me aluada)

não comprei o remédio
encorpei-me
mas ainda hoje
lembro-me da resposta
"levedo de cerveja"

velha
com a cabeça aos cacos
pergunto-lhes humildemente
:
quantos copos
latas ou garrafas
e de qual marca?

*

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

desmonte

líria porto

quanto mais me descontruo
melhor me preparo
para o túmulo

a catástrofe

líria porto

a meio metro um do outro
falamo-nos pelas pontas dos dedos

nossa língua – o esquizofrenês
bipartida como a das víboras
espalha xingatórios palavras vazias
notícias sem fundamento

hoje em dia idiotas são ministros
e não temos onde esconder a cara

nossa sala de visitas
é um velório

*

malícia

líria porto

o cadáver
mergulhado
em sangue
:
no palácio
o cardápio
era frango
ao molho
pardo

*

domingo, 9 de fevereiro de 2020

lacre

líria porto

irei irás – todos nós
se nasceu está fadado
:
quem fez fez
quem não fez perdeu a chance

*

contratempo

líria porto

o corpo
morada provisória
irrisória
deteriora-se
piora com o passar dos anos
e não se presta a reformas

*

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

haicai

líria porto

a chuva fininha
tamborila na vidraça
canções de niinar

*

pele de galinha

líria porto

eu tenho mãos muito velhas
as minhas são mais antigas
que as mãos da avó
de eva

*

inundação

líria porto

a chuva da temporada
não chegou em pingos gotas
veio em baldes em bacias
em tanques e caixas d'água
atirados de uma vez
como rios caudalosos
rios verticais

*

sábado, 1 de fevereiro de 2020

períodos

líria porto

infância boa
adolescência maçante
maturidade árida

a velhice é outra espécie
de meninice

*

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

(des)ocupação

líria porto

sucedem-se os dias
rugas se aprofundam
o mundo abre vagas
pra substitutos

(a fila
          caminha)

*

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

extração

líria porto

um grão brotou-lhe à cabeça
queria fincar raiz
grãos existem para a terra
pensamentos são etéreos
nasceram para ser livres

*

sábado, 18 de janeiro de 2020

e agora josefa?

líria porto

com ou sem vontade
vamos todas para o inferno
nem laura nem beatriz escapam

[inspirado na poesia de Carlos Drummond de Andrade]

pensão

líria porto

antes chegava sem jeito
pedia licença sentava-se
só depois de algum tempo
ficava nu

agora já vem sem roupa
come o que vê pela frente
(cru e cozido)

não agradece
                   nem paga

*

mal-agradecido

líria porto

cuspiu n'eu
na prata que comeu

*

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

subterrâneos

líria porto

debaixo da pele
nos recônditos do corpo
desejos vontades incômodos

*

pestana

líria porto

o cochilo no sofá
tão ou mais revigorante
que a noite inteira
na cama

*

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

abusador

líria porto

desce-lhe o pau de todas as formas
com a língua com o braço
e com o próprio

*

sábado, 11 de janeiro de 2020

irmãs

líria porto

os hábitos de algodão
das freiras do meu colégio
mais alvos que suas almas
assombravam o dormitório
do internato

*

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

natimorto

líria porto

meio século depois
ainda agora pergunto-me
teria sido um bom filho
um homem correto
justo?

*

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

helena

líria porto

as mulheres belas
admiradas por gregos e troianos
envelhecem tristonhas
:
as mulheres feias
nunca alimentaram a ilusão
do eterno

*

economia

líria porto

rica podre de rica
–– cofre engolidor de moedas ––
sovina qual mão de vaca

*

domingo

líria porto

cama e chuva - perfeita sintonia
a gente se irmana com a coberta
o travesseiro e a preguiça

*

escuridão

líria porto

é ter uma paixão secreta
sem ao menos saber por quem

*

extensão

líria porto

nas costas nos joelhos nas juntas
as dores próprias dos velhos
ressoam como calúnias

*

aventuras

líria porto

fiz
gostei
não me arrependo
farei outras vezes
se encontrar parceiros
à altura
:
ninguém se arrisca
por qualquer um

*

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog