quinta-feira, 26 de abril de 2018

tio sam

líria porto

melânia é mulher constrangida
pudera –– topou passar sua vida
do lado de um imbecil

*

terça-feira, 24 de abril de 2018

pouco

líria porto

eu não te basto
não nasci para isto
nem para secar teus caminhos
nem para alagá-los
cada um tem sua sina

*

cólica

líria porto

a dor vem do sul
passa pelo útero e chega
na cacunda

*

>>>>

líria porto

não sei quem oi
não sei quem ai
só sei que ou
que im
que irás

*

haicai

líria porto

o guarda de trânsito
o som agudo do apito
fere nosso ouvido

*

sexta-feira, 20 de abril de 2018

secura

líria porto

rio temporário
rio pouco
tu deságuas
dás alegrias
ao mar

*

persuasão

líria porto

se eu perder a fé no poder das palavras
eu –– que estraçalho vírgulas e reticências
entrego os pontos

*

preso político

líria porto

e ao sepultá-lo
numa solitária
tentam apagar
a luz que alumia
a voz que acende
a esperança

*

quinta-feira, 19 de abril de 2018

banzo

líia porto

a tristeza alaga os olhos
basta piscar ela pinga
uma gota
outra
outras
misturam-se à coriza

(saudade
é sal
na saliva)

*

quarta-feira, 18 de abril de 2018

maria vai co'as ostras e co'as pérolas

obstinação

líria porto

podem me furar os olhos
tapar-me a boca os ouvidos
cortar-me as asas
uma coisa não consigo
saber preso meu amigo
(vítima de injustiça)
e não fazer nada

*

domingo, 15 de abril de 2018

haicai

líria porto

entrada e saída
assim os portais do dia
aurora e crepúsculo

*

combate

líria porto

poesia me perdoe
nesses momentos de angústia
ameaças sacrifícios
só posso encontrar beleza
nas ações da resistência
porquanto palavras vãs
são disfarce covardia
de pessoas coniventes
com a barbárie
a injustiça

*

sexta-feira, 13 de abril de 2018

vermelha

líria porto

cabeça ruça coração russo
sou toda maiakovski

*

execução

líria porto

a mão do juiz é a mão do algoz
que puxa o gatilho

*

quinta-feira, 12 de abril de 2018

tesouro

líria porto

guardei dentro do porquinho
uma fortuna

não –– não foram as moedas
foi a infância

*

ainda que à tardinha

líria porto

quando a corja forja um crime
incrimina um inocente
inocenta os criminosos
acorda quem não concorda
com a corda no pescoço

*

quarta-feira, 11 de abril de 2018

inquietação

líria porto

cabeça no travesseiro
e lá vem o pesadelo ocupar lugar
do sonho

*

terça-feira, 10 de abril de 2018

descabimentos

líria porto

quem matou marielle
deixou pólvora deixou rastro e continua
impune

condenaram um grande líder
sem provas e sem crime –– prenderam-no
numa solitária

(assim a justiça a polícia a política
a canalha)

*

segunda-feira, 9 de abril de 2018

picadeiro

líria porto

ando em círculo
e ao fechar-se o cerco
desse minicirco
sou palhaço e mágico
:
eu sou brasileiro
e desequilibro
sangro e sobrevivo
na própria desgraça

*

domingo, 8 de abril de 2018

uvas verdes

líria porto

deitava comigo e eu sabia
ele amava a sua mulher

por mim tudo bem –– eu não tinha ninguém
nem queria

*

guerrilha

líria porto

tornei-me a mulher-bomba
explosivos no peito –– no coração
tic-tac-tic-tac-tic-tac

*

sábado, 7 de abril de 2018

piedosamente

líria porto

sinos tambores
a pele preta da terra
santa efigênia
senhora do rosário
são benedito
áfrica
moçambique
ervas ancestrais
saravá
meu pai

(eu –– ateu
rezo por lula
pelo brasil)

*

quarta-feira, 4 de abril de 2018

relacionamento

líria porto

folgo em saber que o fogo continua aceso
a rotina –– quando muita –– reduz
a labareda

*

a cama

líria porto

em minha canoa
atravesso a noite
os sonhos na proa

*

terça-feira, 3 de abril de 2018

direitas

líria porto

mulheres
mirem-se no espelho de amélias marcelas
carminhas
respaldem o grande
o rico homem branco
e nem pensem nas marielles nas beneditas
nas jandiras
estas devem ficar nas senzalas
caladas e debaixo de relho

(as que falem por pobres e pretos
silenciamos à bala)

*

maré

líria porto

da favela –– mulher
e viram a cor da pele?

a metidinha
atreveu-se a fazer leis
a denunciar
falar alto

pensou que seria fácil?
não foi
não é

mas não se preocupem
a negrinha já não existe
:
e não se fala mais nisso

*

haicai

líria porto

de manhã a lua
tresnoitada esmorecida
igual mulher dama

*

spiritus

líria porto

sinto saudades de mim
dum tempo que não havia
eu era outra pessoa
e uma ancestral antiga
descendente da avó símia
trouxe-me ao século vinte
para acertar comigo
umas pendengas
umas dívidas

*

segunda-feira, 2 de abril de 2018

lacre

líria porto

por mais que te abras
escondes de ti e do mundo
as tuas vergonhas

*

do amante

líria porto

se me perguntares
o que faço em tua cama
não saberei responder
eu amo a minha mulher
mas aqui é meu oásis

*

o fracasso

líria porto

michael trêmulo
golpista e sem habilitação
com sua bagagem de quinhentas merrecas
assumiu o volante do furgão verde amarelo
repleto de boias frias
e sem condições para dirigi-lo
freou nas retas
derrapou nas curvas
invadiu os barrancos
e jogou o furgão
no abismo

*

domingo, 1 de abril de 2018

pólen

líria porto

sem concentração
bambo das pernas
sem miolo
perdido entre as pétalas
o perfume de seres
efêmeros

*

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog