terça-feira, 16 de dezembro de 2008

dúbia

líria porto

a poesia me salva me serve me situa me solta me supre
mas porém me sacaneia segrega sitia solapa
subjuga

*

Um comentário:

Pavitra disse...


ela tbm faz isso comigo!

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog