sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

. zinha

líria porto

depois que um moreno
invadiu-lhe o peito
entrou e saiu
levou o que havia
ficou-lhe um sem jeito
um oco oriundo
um tal cataclismo
que ela preenche
igual indigente
com amores de um dia

*

Um comentário:

platero disse...

Lindo, Liria
bjo

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog