sábado, 17 de abril de 2010

peso

líria porto

quereres vontades desejos
tudo sobre as costas

nós
:
quanto mais frustrados
mais corcundas

*

3 comentários:

Mirse Maria disse...

Lindo e verdadeiro!

Você é demais, Líria!

Beijos

Mirse

Mai disse...

Bem, lembra da altivez, nessas horas usa-se uma pequena dose de vaidade. Carregar cem quilos nas costas, borrar-se inteira e não perder a pose.
Mais tarde um bom relaxante muscular, um bloquinho e uma poesia. Não sei, Líria, as vezes penso que o ser humano é um desejante contumaz e autofágico.
Haja corcunda....

beijos, querida.

Matéria Escura disse...

o fado do fardo
o fardo do fado

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog