sábado, 20 de maio de 2017

esgoto

líria porto

os buracos os perigos as ciladas
um pequeno descuido e tudo vai
para o ralo

*

sexta-feira, 19 de maio de 2017

parla_patão

líria porto

rompantes de indignação
são falácias são bravatas
ocultação de suborno

*

quinta-feira, 18 de maio de 2017

baby

líria porto

protejo-te com meu corpo
minha alma –– ainda assim
é pouco

*

amigos

líria porto

mesmo vão embora
ficam em nós como tatuagem

*

segunda-feira, 8 de maio de 2017

poetinha

líria porto

o sol é farol a lua lanterna
ele vê esse mundo com duas antenas
a interna e a externa

*

o caseiro

líria porto

analfabeto QI baixo
e nome bem adequado
:
gentil

(delicadeza nos gestos
na fortaleza do aço)

*

domingo, 7 de maio de 2017

sardas

líria porto

para compensar
a sua alma tão alva
precisou manchar a pele
de pecado

*

debaixo dos panos

líria porto

lá onde o sol não bate
nas nossas intimidades
assuntos que são tabus
pintos bocetas e cus
pequenos e grandes lábios
glandes clitóris vaginas
meias verdades
e taras

*

. tentação

líria porto

menina –– o seu short curto
veio um beija-flor bicar-lhe
a bunda

*

fio dental

líria porto

a parte que não cabe
no teu minifúndio

*

desperdício

líria porto

versos dispersos
sobre tudo e nada
como folhas secas
que o vento espalha

poeta sem rumo
sem musa sem rima
atravessa a página
vai morrer à míngua

de sede
de vício

*

sábado, 6 de maio de 2017

rampeira

líria porto

rapariga –– dona moça
inocente mas nem tanto
nuazinha ou use manto
mas tenha sabor picante
de juntar água na boca
de todo e qualquer santo

*

sexta-feira, 5 de maio de 2017

olho nu

líria porto

o que assistimos
sem lentes sem aparelhos
as suas bordas disformes
nós enxergamos de acordo
com o que temos
o que somos
o que pensamos

não importam as formas
as suas cores ou fórmulas
a cada um o seu tanto
conforme cada sentido

*

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog