quinta-feira, 1 de setembro de 2016

misógino

líria porto

não sei se consigo
com quem mais viesse
cercar o maldito
fazê-lo sentir-se
frágil acuado
tal como as mulheres
que ele humilha
com gestos palavras
de forma covarde

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog