sábado, 18 de abril de 2015

de corpo presente

líria porto

já não estavas mais lá
partiste amor para sempre
e a tua mortalha
era eu

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog