sexta-feira, 22 de abril de 2016

quites

líria porto

um verso
cato-o na rua
bem à beira da sarjeta
trago-o comigo pra casa
agasalho-o alimento-o
ele voa vai à árvore
traz-me uma flor
agradeço-lhe
coloco a flor nos cabelos

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog