terça-feira, 26 de abril de 2016

cambada

líria porto

pobre niemeyer
deu-nos pra beber
cuias de veneno

câmara e senado
como dois pedaços
de um ovo gorado

às vezes eu penso
o atual congresso
é invenção do demo

(fora bela viola
dentro pão bolorento)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog