sexta-feira, 17 de março de 2017

eu não sou um robot

líria porto

uma coisa não deixo
que o horror me governe
que me ponha arreio
use freio e espora
que estale o chicote
em nome da ordem
e do progresso

(por amor colaboro
ponho estrela no peito)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog