segunda-feira, 6 de março de 2017

colheita

líria porto

fosse fácil viveríamos cem anos
o tempo passa –– aumentam-se os obstáculos
os ossos se esfarinham o corpo dói e o coração
já não é o mesmo

chegada a hora
olhar tirana nos olhos

(tomara não haja medo)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog