quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

cana

líria porto

uns homens me conquistaram
marcaram meus territórios
moraram em meu corpo
fincaram bandeiras

outros vieram a passeio
(turistas)
armaram barracas
conheceram-me os recantos
fizeram alguma lambança
e debandaram

por conta da monocultura
sou terra arrasada

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog