quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

erva daninha

líria porto

finquei os pés no terreno
criei raiz e cresci
sou daqui – planta nativa
só a morte me arranca
ou a enxada do juiz

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog