quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

a defunta

líria porto

banhei felícia
vi-a de corpo inteiro
tufos de espuma do mar
nos cabelos nos pentelhos

perfumei-a
enrolei-a em lençol branco
coloquei-a no caixão
outros fizeram o enterro

(fechou-se o chão para sempre
e ninguém chorou)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog