domingo, 12 de janeiro de 2014

instável

líria porto

deu de sofrer
deu de se alegrar
deu de não querer
de amar demais
ao menos

doou-se até doer
e então parou
de dar

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog