quarta-feira, 16 de setembro de 2015

inseparáveis

líria porto

a sombra cresce conosco
encolhe-se ao meio-dia

para encará-la noutra hora
só de costas para o sol

(qualquer dia crio asas
deixo a sombra aqui na terra)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog