quinta-feira, 17 de setembro de 2015

a fortuna

líria porto

nem mais nem menos
o tanto
para suprir a família
pagar as contas
mandar os filhos à escola
os uniformes os livros
a festa de são joão
e no natal
a ceia com rabanadas
castanhas
lembrancinhas pras crianças
um vestido pra mamãe
sapatos novos
:
meu pai –– riquíssimo
com seu cigarro de palha
no balcão do armazém
de sol a sol

*

Um comentário:

Douglas Álisson disse...

Olá, gostei muito do seu blog :D
Também tenho um onde coloco alguns poemas meus. Poderia dar uma olhada?
http://wordsbyalonelyguy.blogspot.com.br

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog