quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

corda

líria porto

no cais do corpo
tu me chamas de porto
e te afundas
:
belisco-te a bunda
e me rio do fio
das coisas que puxam
outras coisas

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog