sábado, 29 de abril de 2017

profanação

líria porto

és tu o livro que abro
folheio-te
sorvo de ti as palavras
leio e releio os sentidos
os ruídos
os silêncios
aprofundo-me
:
conheço-te louco
a louco

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog