sábado, 29 de abril de 2017

perdição

líria porto

afastavas meus joelhos
enveredavas-te essência adentro
e eu sentia a tua lava
queimar-me as carnes –– me desfazer

então partias e só voltavas
quando querias

para salvar-me
fugi

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog