domingo, 2 de outubro de 2016

carcomido

líria porto

o prato que te ofereço
é marmita requentada
pois que perdi o traquejo
não faço mais pão de queijo
nem macarrão alho e óleo

proibiram-me os molhos
só bebo água e refresco
e o contexto é mais pobre
que os panfletos da igreja
e as notícias do governo

(que venha a morte mas antes
a revolução)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog