domingo, 15 de maio de 2016

suicida

líria porto

o que faço é no aberto
no espaço
não como um pássaro
(não tenho costas quentes)
eu me jogo – folha seca
e rodopio

(só o faz quem tem coragem
ou loucura)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog