sexta-feira, 13 de maio de 2016

poema para silvana

líria porto

um ninho de guaxo
que abrigue pássaros
gente de toda espécie
de todas as raças
e mantenha em sua palha
a democracia – aquecida
e no aguardo
de dias melhores

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog