quarta-feira, 26 de novembro de 2014

autoconhecimento

líria porto

de fora para dentro
esbarro em cada costela
perfuro o coração – ele esguicha
faço o mesmo com o pulmão
fúuuuuuuuuuuuuuuuu
e eu de pé
:
morta-viva

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog