quarta-feira, 20 de agosto de 2014

sem chance

líria porto

em cama de prego
não feri a pele
pisei sobre cacos
sem cortar os pés
já brinquei com faca
com arma de fogo
porém o amor
não corro esse risco
que não tenho peito
sequer tenho fôlego
para o dia a dia

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog