domingo, 8 de dezembro de 2013

antropófago

líria porto

queria-me nua
tão completamente
que depois das vestes
arrancou-me a pele
fiquei carne viva

então me salgou
comeu uma parte
e não satisfeito
congelou o resto
pra comer mais tarde

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog