sábado, 26 de outubro de 2013

sirena

líria porto

gostava da asfixia
das mãos que lhe apertavam
o pescoço

a areia movediça
tragava-lhe as pernas
o sexo os seios
a cabeça

recusou socorro

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog