domingo, 6 de outubro de 2013

abismos

líria porto

os meus olhos veem mais do que precisam
veem o homem poderoso massacrar o homem pobre
veem padre e pai pedófilos corrupção na política
veem tráfico na escola menino a cheirar cola
filho que mata pai mãe que abandona filho

os meus olhos têm calos
e enxergam só uma parte
mais não suportariam

*líria porto

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog