domingo, 9 de junho de 2013

mágica

líria porto

minha mão é uma aranha
a tecer a sua trama
de tinta ou grafite

as letrinhas como moscas
assim presas uma às outras
formam fileiras

(e fica pronto
o poema)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog