sábado, 17 de novembro de 2018

revelações

líria porto

dia após dia
meses e meses
todas as vezes
durante os anos
vi-me no espelho
sem diferença
fui sempre a mesma
desde a infância
porém nas fotos
tantas mudanças
troco de couro
troco de casca
tal como as cobras
e as cigarras

(canto e sibilo)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog