domingo, 18 de novembro de 2018

pecados da carne

líria porto

toda vez que sente fome
joga-a na chapa quente
sapeca-a de um lado
doutro
come-a –– mesmo que sangre
e depois palita os dentes

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog