terça-feira, 30 de outubro de 2018

piedade

líria porto

a poesia nos console
alimente-nos agasalhe-nos
e que um dia reviva
a minha pátria

(difícil para os pobres –– a fome tem pressa
e beleza não enche barriga)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog