domingo, 31 de julho de 2016

tapa-buracos

líria porto

madame não mais o quer
então vem pra minha cama
sussurra-me o nome dela
fingimos que nos amamos
(também não tenho ninguém)
e a gente se locupleta
e a gente parece outro

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog