quinta-feira, 28 de julho de 2016

consentimento

líria porto

fulano levanta minha saia
alisa-me debaixo da mesa
falo entredentes – canalha
sento-me sempre
junto dele

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog