terça-feira, 3 de novembro de 2015

água com açúcar e uma gota de fel

líria porto

conheci-o em novembro
em dezembro mandou flores
mas eu tinha compromisso
com um outro homem

trocamos cartas bilhetes
durante meses e meses
espalhou-se o nosso amor
como hera na parede

durante o chove não molha
apareceu julieta
foi assim que aconteceu
o romance do milênio

(adeus romeu)

*

Um comentário:

Tina Bau Couto disse...

"Com surpresa, ele viu a inédita lágrima, cintilando na face que ela ocultava. A lágrima é água. e só a água lava tristeza."
Palavras de Mia Couto, que li a pouco e achei cabiam.
Sobre águas e calmaria, eu diria, como baiana que sou que o que me acalma não é água com açúcar e sim água com sal.

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog