quarta-feira, 23 de julho de 2014

reboco

líria porto

dentro de nós
tantos nós
os que fomos
o que somos
os que quisemos ser
(e não conseguimos)
os que nem sabemos
porque ocultos
no inconsciente

fora de nós
tantas máscaras
tanta falta
tanta aparência

entre nós
tudo nada
(e vaza)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog