quarta-feira, 21 de junho de 2017

. afogueado

líria porto

catei um dentro do ônibus
outro à beira da sarjeta
dei de achar verso safado
aqui ali
pra todo lado
até na farda do guarda
e no olhar da julieta

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog