quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

autômato

líria porto

depois que vim embora
depois que ele se foi
o vácuo entre nós dois
qual um buraco negro
sugou o gosto das coisas
deixou em minha boca
sabor de isopor

(sem doce sem azedo
viver não cheira
nem fede)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog