terça-feira, 29 de novembro de 2016

perplexidade

líria porto

água doce lá no rio
e no mar água salgada
com que sabedoria
o mundo –– o seu traçado
ser assim sem autoria
teria havido um guia
o teu deus
seria mágico?

(porque o meu
é ateu)

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog