domingo, 3 de novembro de 2013

urtiga

líria porto

dos homens que amei
reais ou imaginários
só um deles foi meu muso
o que me deu na bandeja
todos os homens do mundo

um homem justo
que teve a sabedoria
de esquivar-se de mim
de impedir que eu me tornasse
sua via crucis

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog