sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

prudência

líria porto

eu jogo todas as fichas
na poesia e no verso
não sou de prosa compadre
comigo as palavras falam
a_penas o necessário

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog