domingo, 15 de abril de 2018

combate

líria porto

poesia me perdoe
nesse momento de angústia
ameaça sacrifícios
só posso encontrar beleza
nas ações da resistência
porquanto palavras vãs
são disfarce covardia
de pessoas coniventes
com a barbárie
a injustiça

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog