sábado, 18 de julho de 2015

teatro

líria porto

catamos palavras
aqui e ali
algumas sensatas
as outras sem tino
com elas traçamos
as cenas os atos
as incongruências
do camarim

*

Um comentário:

M. Cristaldo disse...

Li poemas seus na Revista Raimundo... E precisei passar aqui para dizer que amei a delicadeza de sua escrita.

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog