quarta-feira, 23 de abril de 2014

glacê com pimenta

líria porto

os dois canos da espingarda
iguais em tudo
nos sonhos nos ideais
nos tiros assim sem rumo
que disparavam a esmo
:
uma virou madame
vai à missa tem marido
a outra é guerrilheira
feiticeira meio bruxa
ateia fogo no mundo
não acredita em deus
ainda assim faz milagre

(garantem que vão pro céu)

*

Um comentário:

Anônimo disse...

perfeita...

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog