domingo, 16 de março de 2014

desmatamento

líria porto

a cada poema que embolas
vai-se uma folha
uma lasca

ao fim do livro
uma árvore

e falas de ecologia

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog