sábado, 5 de maio de 2012

condão

líria porto

não creio nem descreio – crio
faço o fio virar laço o barco virar navio
e trago para brincar um punhado
dos meus filhos

*

Nenhum comentário:

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog