sábado, 20 de outubro de 2007

asas

líria porto

gaiolas abertas
com água fresca e alpiste
deixarão entrar os pássaros
poderão ficar partir
sentir-se-ão à vontade
terão sempre bom abrigo
lugar de descanso e paz

amor não é cárcere

*

Um comentário:

iosif yehuda disse...

líria
sua alegria de escrever
contagia todo ser
o prazer de te ler
é quase igual ao de viver

beijo

dedicatória

nus descampados (im)puros
fiamos o plenilúnio

(líria porto)



*















quem tem pena de passarinho
é passarinho

(líria porto)

Arquivo do blog